A Língua Portuguesa é um dos elos que une povos diversos em todo o mundo, seja por seu significado histórico, seja pela vontade política verificada nas últimas décadas de oferecer a base para uma relação de irmandade e cooperação entre as nações.

Quinta língua mais falada no mundo, com mais de 240 milhões de pessoas, o Português é idioma oficial em Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe, Timor-Leste e Guiné Equatorial. Se olharmos para o mapa, veremos que a língua é falada em países de regiões diversas do globo, o que implica na riqueza de seu vocabulário e expressão e em uma relação próxima com o fenômeno da globalização.

Estudar português no exterior vem se tornando mais acessível nos últimos anos. Além de cursos de idioma no Brasil e em Portugal, universidades e instituições de ensino em outros países passaram a oferecer cursos regulares do idioma. Por parte do governo brasileiro, destaca-se a atuação da Rede Brasil Cultural por meio dos Centros de Estudos Brasileiros (CEBs), por meio dos quais os interessados podem recorrer às Embaixadas e Consulados brasileiros para estudar português, e dos Leitorados, que reunem professores especialistas em língua portuguesa, literatura e cultura brasileiras, em universidades estrangeiras. A Divisão de Promoção da Língua Portuguesa (DPLP) é a responsável, no Itamaraty, pela política nessa área.

Existem diversas diferenças entre o português europeu, o africano, o asiático e o brasileiro, em termos de vocabulário, pronúncia e sintaxe, principalmente nas variedades vernáculas. Na escrita e em textos científicos, as diferenças são bem menores.

Por meio do Acordo Ortográfico de 1990, em vigor no Brasil desde 2009, os países de língua portuguesa convergiram na grafia das variantes da língua, criando uma ortografia comum que dirimiu 98% das diferenças ortográficas entre o português brasileiro, europeu, asiático e africano. No Brasil, a modalidade oral do idioma tem diferenças significativas nas diversas regiões.

No Brasil, a modalidade oral do idioma tem diferenças significativas nas diversas regiões.

Saiba mais sobre a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), organismo político que visa aproximar as nações a partir do elo comum da língua portuguesa.